Uncategorized

Minimal

IMG_6263

Queijo, ovos e baunilha, o resto dispenso. Base… que base. Bolacha? Não sei do que estás a falar. Vais para o forno assim mesmo. Gosto de ti assim, minimalista, livre de farinha, de fermento. Livre de pensares pelo teu próprio sabor e não pela tirania do açúcar. Como dizes… não levo açúcar? Blasfémia! Pouco me interessa o teu grito, 30min e isso passa. Queres ser um homenzinho e saltar para o sufoco ou tenho que te empurrar? Silêncio, finalmente. Tempo para olhar a janela e apreciar o minimalismo da manhã. Apreciar as pessoas inexistentes, os raios de sol tímidos, o gato mandrião a apalpar a madrugada. Toca o sino, o cadáver está pronto. Farda dourada, inchado e orgulhoso, mas, sobretudo, calado, nem um piu… Por seres bonzinho vou-te adornar. Sim, um pouco de extravagância… Toma lá, três framboesas ao peito a fazer de medalhas para general emproado. Não dizes nada? Mal agradecido! Humm…desculpa lá, esqueci que estás morto.

Advertisements
Standard

One thought on “Minimal

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s