Uncategorized

Não me deixes aqui…

Não me deixes aqui à mercê do tempo tendo só folhas e bichos como companhia. Folhas que eram minhas e que agora me enterram, bichos que abrigava e que agora me consomem. Ordem da vida dizem eles. Vento ou raio que te abateu. Foi a tua sina, destino, premonição, o teu lugar agora é o chão. Porquê me olhas assim pássaro, não me conheces? Malvado! Vai embora, para longe, para outro continente de preferência. Ordem da vida dizem eles, a tua hora chegou.

IMG_6057

Árvore caída devido aos ventos do verão passado entre Glinicker Bruecke e Pfaueninsel.

Ainda me vou rir quando eles também caírem. Quando o pássaro cair e se transformar em exército de formigas, quando as folhas se transformarem em solo e desaparecerem com as primeiras águas da primavera, quando os bichos se transformarem em… bem, bicho é bicho, é larva e será sempre larva, com esses não me preocupo muito pois ainda têm muito que trabalhar. Sim meus amigos efémeros, eu ainda persisto e aqui ficarei por vários anos, dezenas deles quem sabe. Já não vos olho de cima é verdade, mas ainda vou poder observar a vossa morte. Vista debaixo a morte dos outros não deixará de me dar algum contentamento. Árvore caída dizem eles, ordem da vida. O que importa não é quem cai primeiro mas sim que cá fica para contar a história no fim…

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s